Transformação Digital

Algumas empresas estão tentado cada vez mais, se adaptar ao mundo digital, para satisfazer as novas demandas dos clientes. Atualmente o cliente que deseja comprar um produto, utiliza a internet para ter mais informação do produto/serviço que está disposto a adquirir, tomando a decisão de compra, seja, on-line ou presencial, de acordo com algumas características que precisam ser observadas: De cara, a segurança do site, ou a apresentação física da loja e do produto, no caso de comprar presencialmente, a reputação do estabelecimento é crucial na tomada de decisão de compra, porém esta reputação deve ser levada ao campo da internet, criar conteúdo de qualidade sobre seu produto, ou serviço, pode ser crucial na tomada de decisão do cliente em comprar ou não, um produto/serviço da sua empresa.

O novo consumidor, está cada dia mais informado, as marcas precisam ajudar o cliente a atravessar sua jornada de compra, as etapas desta jornada devem ser bem alinhadas e precisam ter o foco no perfil do cliente que buscamos para vender nosso produto/serviço.

Nosso atendimento precisa funcionar perfeitamente e de acordo com os meios modernos de comunicação, o cliente agora usa o whatsapp para tirar suas dúvidas, chama no chat on-line, ou recebem ligações para maiores informações antes de comprar alguma coisa, precisamos estar adequados à atender essas necessidades.

 

A Transformação Digital: como ferramenta de venda!

Quero que você entenda realmente o que é a experiência do consumidor. Por isso, vamos resumir o que compreendemos sobre o conceito a partir de muita pesquisa e da visão que construímos a respeito do tema.

Com o cliente mais informado, o setor de Marketing tem que estar alinhado com o setor de vendas para que juntos possam cada vez mais orientar o cliente no seu processo de adquirir um produto/serviço.

Aqui estamos falando de algo mais que o atendimento ao cliente, falamos também de uma etapa de relacionamento com o cliente.

No futuro, os clientes comprarão mais, não só pelo valor do produto, mas pela experiência de ser bem atendido por uma equipe focada na resolução dos seus problemas e identificação das suas necessidades no relacionamento desenvolvido através da jornada de compras, oferecendo um tratamento diferenciado para suas dores.

Diz, Márcio Canto CEO da Silício Publicidade, com experiência de 10 anos em Marketing Digital.

Por se tratar de um processo, seus estágios precisam caminhar em harmonia e estarem ligados nas entregas das etapas. No planejamento das campanhas devemos ter o consumidor ideal em mente precisamos analisar e entender algumas questões do processo de compra do cliente.

Você usa as redes sociais e as suas campanhas apenas para ser visto, ou sabe que precisa saber quem está te olhando?

A sua forma de ver suas campanhas e suas táticas de presença on-line vai fazer toda a diferença na forma que sua empresa trata o seu cliente.

Caso, enxergue apenas como uma demonstração de produto para o maior número de pessoas possíveis, poderá criar uma presença on-line, mas não vai saber quem está olhando seu produto/serviço.

Quando a empresa enxerga o visitante das suas campanhas como uma etapa do seu processo de fazer com que este cliente se torne um lead (futuro cliente), demonstra que está pensando em algo além de apenas vender um produto/serviço, mas sim fidelizar um cliente através de um bom relacionamento com o cliente e vendo por esta ótica a transformação digital deve iniciar pela contratação de ferramentas de controle e acompanhamento do cliente em todas as etapas da jornada de compra dele.

Valorizando e integrando cada etapa desta jornada.

A sua empresa sabe quem é o seu visitante das suas campanhas, entende como ele caminha dentro das suas publicações?

Acompanhar o cliente em cada campanha que faz, é de fundamental importância para que possa agir e influenciar na decisão do que seu cliente vai comprar, você precisa identificar seu público, saber seus hábitos, descobrir qual o potencial de cada um, quando criamos uma “pessoa” para o visitante , antes desconhecido, conseguimos identificar quais as fontes que os fazem chegar em nosso sistema e assim, podemos entender melhor o comportamento de cada um que converter em nosso conteúdo que iremos disponibilizar e extrair deste cliente em potencial umas informações que achamos primordiais para o nosso “cliente ideal”.

O entendimento da “persona” do cliente, nos ajuda a identificar suas necessidades e a colocar cada um em um fluxo de entrega de material rico, de acordo com as suas escolhas, que ele ainda nem sabe o que vai comprar, mas nós decidimos por ele o que iremos apresentar para aquele cliente, onde identificamos as suas dificuldades e tentamos supri-las com algo que com certeza irão achar que é fundamental para comprar no momento certo e na hora H. Saberemos o que vender para o cliente identificado e relacionado em nosso sistema.

Com isso, iremos identificar as necessidades e falar diretamente com aquele cliente que tem as características certas para comprar o determinado produto que estamos oferecendo.

O que mudou com a experiência do cliente ao efetuar uma compra?

O que observamos até aqui, é que o cliente agora sabe muito mais do que sabia antes, seu vendedor, que antes era o que explicava sobre o produto e para que ele servia, agora este vendedor tem outra função, sua venda começa no momento em que o cliente acha seu produto/serviço através de materiais ricos sobre esse, ou aquele, produto, faz um cadastro para receber alguma vantagem e com isso tem início o relacionamento da sua equipe de marketing com este futuro cliente (lead), que vai tomar a decisão de compra ainda no relacionamento com o atendimento, quando o setor de marketing identificar este cliente como preparado para comprar, ai sim, entregará para o setor de vendas para que este de posse de todas as informações do cliente, possa efetuar a venda.

Devido a toda esta informação que o cliente tem, é necessário que tenhamos em mente que devemos efetuar uma transformação digital em nossas formas de relacionamento com os nossos clientes, que nos dias atuais, passa mais tempo em aparelhos digitais que olhando encartes de lojas por exemplo.

Essa transformação deve ser em todos os aspectos da cadeia  de processos da empresa, pois, ao utilizar os meios digitais, para manter um relacionamento com os clientes, iremos mostrar algo bem além do que ele imaginava sobre o produto e se no fim deste processo o cliente se deparar com a parte física do que foi oferecido e esta não estiver de acordo com o que foi apresentado virtualmente, corremos o risco do cliente se decepcionar e assim,  todo trabalho executado até a entrega para o setor de venda, vai pelo ralo, junto com cliente, que irá desacreditar da sua marca e trazer e replicar uma experiência ruim, afetando assim a credibilidade da sua empresa.

Conclusão:

A Transformação Digital deve estar presente em todos os processos da empresa, todos estes setores que fazem parte desta entrega, devem se preparar para entregar o melhor possível para que o próximo setor obtenha sucesso no seu processo.

Finalizando, pergunto:

Sua empresa está preparada para uma Transformação Digital?

Veja aqui, o que dizem os especialistas.

 

Texto:

Márcio Canto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *